[Dissertação] Jornalistas ou Publicitários? O Trabalho de Jornalistas em Agências de Publicidade na Cidade de São Paulo

Mestrando: Ricardo Augusto da Cruz Correia

Titulo da dissertação: Jornalistas ou Publicitários? O Trabalho de Jornalistas em Agências de Publicidade na Cidade de São Paulo
Acesse o trabalho completo: http://arquivo.fmu.br/prodisc/mestradojor/racc.pdf

Data e local: 04/09/2017 – Centro de Pós-Graduação

Orientador(a): Prof. Dr. Rafael Grohmann
Banca examinadora: Profs. Drs. Michelle Roxo de Oliveira e Maria Cristina Dias Alvez

Resumo: Nesta dissertação, busca-se analisar, por meio de entrevistas, o discurso de profissionais formados em jornalismo que atuam em agências de publicidade na cidade de São Paulo, com o intuito de observar mudanças no mundo do trabalho e com relação ao ethos profissional. Ao relatarem sobre rotinas e condições de trabalho e impactos tecnológicos sobre suas atividades, os profissionais revelam como as mudanças no mundo do trabalho em geral afetam suas percepções e estratégias em relação ao mercado de trabalho em jornalismo a partir de questões como flexibilização, precarização e polivalência. Dentre as conclusões, está a convergência, não só digital, mas profissional, pela qual passam os jornalistas em suas atividades de trabalho, um borrar de fronteiras entre as profissões.

Palavras-chave: Convergência. Flexibilização. Jornalismo. Publicidade. Trabalho.

Anúncios

[Dissertação] Jornalismo de moda na Era Digital: Um estudo de caso da revista Glamour

Mestrando: Jamille de Menezes Ferreira

Titulo da dissertação: Jornalismo de moda na Era Digital: Um estudo de caso da revista Glamour

Acesse o trabalho completo: http://arquivo.fmu.br/prodisc/mestradojor/jmf.pdf

Data e local: 22/02/2018 – Centro de Pós-Graduação

Orientador(a): Prof. Dr. Vicente Willian da Silva Darde
Banca examinadora: Profs. Drs. Francisco de Assis e Helena Maria Afonso Jacob

Resumo:
A presente dissertação analisa o impacto das chamadas mídias digitais para a linguagem jornalística e para a produção de notícias, abordando especificamente o jornalismo de moda, tendo como estudo de caso a Revista Glamour. A revista faz uso da narrativa crossmídia no processo de produção jornalística, inclusive porque produz conteúdo exclusivo para as plataformas digitais, tais como Instagram, Facebook, Snapchat, YouTube e Twitter. Este estudo se justifica porque busca compreender as mudanças no setor causadas pelo advento das mídias digitais, em especial o jornalismo de moda. Para isso, inicialmente realizamos uma revisão bibliográfica de obras que investigam o impacto do uso das redes sociais e da convergência no jornalismo brasileiro, especificamente no segmento do jornalismo de moda. Em seguida, analisamos a revista e suas mídias digitais à luz das teorias estudadas e de entrevistas realizadas com jornalistas da revista.

Palavras-chave: moda. convergência. mídias digitais. jornalismo. Glamour.

[Dissertação] O Jornalista Contra O Tempo: Relações entre credibilidade e velocidade na produção do radiojornalismo

Mestrando: Ricardo Lopes de Oliveira Gouveia

Titulo da dissertação: O Jornalista Contra O Tempo: Relações entre credibilidade e velocidade na produção do radiojornalismo

Acesse o trabalho completo: http://arquivo.fmu.br/prodisc/mestradojor/rlog.pdf

Data e local: 02/03/2018

Orientador(a): Prof. Dr. Francisco de Assis
Banca examinadora: Profs. Drs. Claudia Nonato e Luciano Victor Barros Maluly

Resumo:
Esta dissertação discute a relação entre credibilidade e velocidade na produção jornalística no rádio, considerando, de um lado, o capital simbólico do jornalismo, historicamente construído, e, de outro, a demanda da atualização rápida do noticiário (estimulada, especialmente, pela internet), a qual muitas vezes impede a devida checagem e incide em erros de várias ordens e proporções. Trata-se de uma pesquisa de newsmaking, qualitativa e de caráter exploratório, que se valeu da técnica da entrevista semiestruturada, aplicada junto a 14 profissionais atuantes em duas rádios de São Paulo (CBN e Jovem Pan). Nosso objetivo era compreender suas rotinas produtivas e identificar que significados são atribuídos por eles à noção de credibilidade jornalística, bem como qual é a implicação disso em seu trabalho. Como resultado, concluímos que esses sujeitos entendem que a credibilidade do radiojornalismo se constrói a partir de uma série de fatores, dentre os quais se destacam a apuração precisa – que requer tempo –; a segurança demonstrada pela voz, ao informar; e a trajetória na área (sendo que os mais experientes demonstram mais condições de negociar os modos de fazer, quando consideram que as ordens recebidas para uma atuação mais ágil fragilizam o processo). Também ficou evidente que, com exceção da prestação de serviços ao vivo e da cobertura de casos de grande relevância previamente agendados – situações em que ser veloz aparenta fazer sentido –, a rapidez no agir se constitui mais em uma cobrança feita pelos jornalistas a eles próprios – tanto por meio de prescrições de superiores a subordinados quanto na forma de autocobrança – e menos em uma reivindicação expressiva por parte da audiência. Desse modo, observamos que a corrida contra o tempo está enraizada nas culturas profissional e organizacional em que os profissionais estão inseridos, não raramente provocando tensões em seu desempenho.

Palavras-chave: práticas jornalísticas. radiojornalismo. rotinas produtivas em jornalismo. credibilidade. velocidade.

[Dissertação] Conteúdo de marca e sua produção em empresas de jornalismo: Conceitos, linguagens e limites na fronteira entre os ambientes editorial e comercial

Mestrando: Airton Segliman

Titulo da dissertação: Conteúdo de marca e sua produção em empresas de jornalismo: Conceitos, linguagens e limites na fronteira entre os ambientes editorial e comercial

Acesse o trabalho completo: http://arquivo.fmu.br/prodisc/mestradojor/as.pdf

Data e local: 21/02/2018 – Centro de Pós-Graduação

Orientador(a): Prof. Dr. Vicente Willian da Silva Darde
Banca examinadora: Profs. Drs. Juliana Doretto e Liandro Lindner

Resumo:
A presente dissertação investiga possíveis linhas de contato e eventuais conflitos de interesses nas fronteiras éticas e técnicas entre a produção de conteúdo de marca (branded content) por jornalistas e o material noticioso editado na plataforma jornalística. Por focar um tema que ganha cada vez mais espaço (físico e intelectual) na mídia – e praticamente não é contemplado com literatura acadêmica no Brasil –, este trabalho lançou mão de pesquisa qualitativa com cinco gestores de estúdios de criação montados dentro de empresas noticiosas e ainda de pesquisa quantitativa com 101 jornalistas, por meio digital. O problema deste estudo partiu da observação de que o crescimento do uso do conteúdo de marca é concomitante ao recrudescimento das dificuldades financeiras da mídia tradicional nos últimos 10 anos, e da hipótese de que, nesse cenário, poderia surgir uma interdependência dos setores editorial e comercial, o que geraria uma implosão na chamada separação Igreja-Estado. Para apoiar o desenvolvimento do trabalho, foi realizado um estudo de caso das 20 peças de conteúdo patrocinado produzidas e publicadas pelo jornal O Estado de São Paulo em outubro de 2017. O estudo todo se estruturou à luz de vários conceitos do fazer jornalístico, da ética e do marketing, entre eles os presentes nas teorias da noticiabilidade de Nelson Traquina e de Mauro Wolf, nos estudos de convergência de mídia de Henry Jenkins e nas questões éticas apontadas por Zygmunt Bauman, Cláudio Abramo e Eugênio Bucci, entre outros pesquisadores.

Palavras-chave: conteúdo de marca. branded content. jornalismo. linguagens. ética.

[Dissertação] House Of Cards: a linguagem do entretenimento na reflexão ética de estudantes de jornalismo

Mestrando: Gloria Tenorio Negrelos

Titulo da dissertação: House Of Cards: a linguagem do entretenimento na reflexão ética de estudantes de jornalismo

Acesse o trabalho completo: http://arquivo.fmu.br/prodisc/mestradojor/gtn.pdf

Data e local: 05/09/2017 – Centro de Pós-Graduação

Orientador(a): Prof. Ms. Edson Rossi
Banca examinadora: Profs. Drs. Juliana Doretto e Marcia Furtado Avanza

Resumo:
Esta dissertação apresenta, por meio de entrevistas quantitativas, o quanto a linguagem comum a novos formatos do universo do entretenimento pode colaborar para as reflexões éticas de estudantes de jornalismo. O objeto escolhido será a série House of Cards, produção original da plataforma de distribuição de filmes e séries Netflix. O foco se dará sobre a personagem secundária Zoe Barnes, uma jornalista. Esta pesquisa ambiciona verificar seo estudante de jornalismo, fã do seriado, se identifica com o perfil da personagem e, mais do que isso, se as situações ficcionais relacionadas ao dia a dia dela como repórter de política podem servir como apoio ou mesmo complemento à formação ética recebida pelos estudantes em escolas de jornalismo.

Palavras-chave: House of Cards, jornalismo, ética, educação, entretenimento, linguagem.